Sem categoria

Dados sobre o autismo farão parte do Censo de 2020.

Foi sancionada nesta quinta-feira (18/07/2019) a Lei 13.861/19 que inclui no censo do IBGE levantamento estatístico sobre autismo.

Mas o que isso significa?

Atualmente no Brasil, não existem dados relativos ao número de pessoas portadoras do Transtorno do Espectro Autista (TEA), deixando um grande vazio em relação atendimento das suas necessidades.

Com a nova lei, será possível identificar o número de pessoas com autismo, e com isso desenvolver políticas públicas capazes de utilizar as inovações científicas, auxiliando na compreensão do diagnóstico e de sua evolução, tratamento e melhoria da qualidade de vida das pessoas com esse transtorno, inclusão social, educação, bem como proporcionar um suporte mais eficaz a seus familiares.

A identificação estatística da comunidade autista será fundamental para que esses sujeitos possam ter mais autonomia no seu dia-a-dia, e que possam, assim, desfrutar dos direitos e deveres na condição de cidadãos.  

Um exemplo de política pública que se espera que seja criada está relacionada ao sistema de saúde, com diagnóstico e tratamento eficaz do distúrbio, proporcionando que as pessoas com TEA tenham acesso a um atendimento terapêutico comportamental e educacional especializado, convívio mais adequado no meio social, etc.

Sabe-se que quanto mais cedo forem detectadas características autistas, e for iniciado o tratamento adequado, com psicólogos, fonoaudiólogos, neurologistas, etc. melhor será a qualidade de vida desses pacientes, sendo essencial para a pessoa com autismo e sua família.

Veja também nosso artigo Isenção para pessoas com Autismo

PCD FÁCIL - ASSESSORIA EM ISENÇÃO DE IMPOSTOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *